História da Música

Introdução

A música é um dos principais elementos da nossa Cultura. Há indícios de que desde a pré-história já se produzia música, provavelmente como conseqüência de observação dos sons da natureza.

Nossa cultura é extremamente rica pela musica como seu principal elemento, os sons da natureza inspiram o primeiro sinal da música reproduzido durante a pré-história.

Daremos início a História da música nos próximos parágrafos.

O que é música? 

A palavra música é de origem grega e tem o significado de “a arte das musas” e assim, se constitui de uma sucessão de sons estremiados por curtos períodos de silêncio, organizada ao longo de um determinado tempo.

Assim é uma combinação de elementos sonoros que são percebidos pela audição. Isso inclui variações nas características do som tais como, por exemplo, duração, altura, intensidade, timbre e podem ocorrer em diferentes ritmos, Melodias ou harmonias.

Embora nenhum critério científico permite estabelecer seu desenvolvimento de forma precisa, a história da música confundi-se com a própria história do desenvolvimento da inteligência e cultura humanas.

Muitos acreditam que a música é anterior a própria Humanidade, que ela esteve presente na terra milênios antes do surgimento dos seres humanos.

Assim, quando os pássaros usavam o canto para se comunicar alguns consideram aquilo como uma forma de música. Nós apenas encontramos nossa própria forma de musicalizar nossos sentimentos e expressões.

Quando surgiu a música?

É difícil estabelecer com precisão o surgimento da música na humanidade, mas acredita-se através da análise de pinturas em cavernas que mostram cenas de dança e por isso acredita-se que a música surgiu próximo a esse período, cerca de 50.000 anos. Onde as Primeiras manifestações tinham sido feitas no continente africano expandindo-se pelo mundo com o dispersar da raça humana pelo planeta.

As primeiras manifestações musicais aconteceram através de batidas feitas com bastões em troncos de árvores, rochas e até mesmo na percussão corporal.

Com o tempo foram surgindo novas formas de expressão como gritos, imitações de sons de animais e da natureza e foram depois aparecendo os primeiros instrumentos de percussão flautas primitiva, além de vários outros instrumentos como o xilofone.

Posteriormente foram se desenvolvendo instrumentos afináveis e com outros materiais, além da madeira, como o cobre e o ferro. A própria noção de música se desenvolveu e as prioridades de som foram aos poucos sendo entendidas.

Podemos dizer que a música e a arte de combinar sons e o silêncio, se pararmos para perceber os sons que estão a nossa volta concluiremos assim que a música é parte integrante da nossa vida, ela é a nossa criação quando cantamos batucamos ou ligamos o rádio ou TV.

A música hoje

Hoje a música se faz presente em todas as mídias, pois ela é a linguagem de comunicação universal, é utilizada como forma de sensibilizar o outro para uma causa de terceiro, porém esta causa vai variar de acordo com a intenção de quem a pretende, seja ela para vender um produto, Ajudar o próximo, para fins religiosos, para protestar, intensificar noticiário e etc.

A música existe e sempre existiu como produção cultural. De acordo com estudos científicos, desde que o ser humano começou a se organizar em tribos primitivas pela África, a música era parte integrante do cotidiano dessas pessoas.

A música ao ser produzida ou reproduzida é influenciada diretamente pela organização sócio-cultural e econômica local, contando ainda com as características climáticas e o acesso tecnológico que envolve toda a relação com a linguagem musical.

A música possui a capacidade estética de traduzir os sentimentos, atitudes e valores culturais de um povo ou nação. A música é uma linguagem local e Global. Ao que parece o homem das cavernas dava a sua música um sentido religioso, considerava um presente dos deuses e atribuía-lhe funções mágicas associada a dança ela assumiu um caráter de ritual pelo qual as tribos reverenciavam o desconhecido, agradecendo-lhe a abundância da caça, a fertilidade da terra e dos homens.

Na antiguidade

Na antiguidade, até 400 depois de Cristo, a música assumiu o papel central nas atividades diárias das grandes civilizações do Egito, Grécia e Roma. Com a queda do império romano a igreja teve um papel fundamental para o desenvolvimento e evolução da música, pois os monges continuavam a desenvolver a escrita e a teoria musical na idade média.

Como exemplo, o monge e Papa São Gregório Magno que reuniu alguns cânticos já existentes e outros de sua própria autoria numa coletânea que intitulou de antifonário, e a esta forma de cantar deu-se o nome do famoso canto gregoriano, que tinha uma melodia simples que seguia o ritmo das palavras e era usada como forma de oração.

Outro surgimento super importante foram o da notação musical, inicialmente feito por Neumann’s, símbolos que ajudavam os compositores a não esquecerem-se das música. Mais tarde foram introduzidas as linhas até chegar ao conjunto dos quatro, que foram inventadas por Guido d´Arezzo.

Barroco

No período barroco, Johann Sebastian Bach era o grande nome, incrível compositor. Foi de grande importância seu trabalho a orquestra, a ópera e o balé também surge como grandes destaques musicais deste período, gerando enormes contribuições para a Musicalidade.

Música moderna

Enfim chegamos a música moderna com novas experiências no aspecto musical marcada pela tecnologia dos instrumentos e diferentes formas de compor. Com muitas mudanças em relação à sonoridade, a guitarra elétrica e sintetizador são ligados numa primeira fase a música pop rock e outros gêneros musicais, mudanças em relação a técnica vocal etc.

A música passou por diversas mudanças e assim vai continuar sendo, pois ela faz parte da cultura mundial, das nossas vidas e de nossos sentimentos. Existe muito, muito mais  saber sobre a história da música e muitos outros fatores importantes que abordaremos numa próxima.

Portanto, espero que esse artigo tenha despertado a curiosidade em saber e procurar mais sobre este tema tão Profundo e fascinante que é a música e suas origens.

E aí o que você achou do artigo? deixe seus comentários.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *